Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

CONSUMO DE ERGOGÊNICOS POR PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO NAS ACADEMIAS

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Francisco Jocélio Araújo, Jurandir Fernandes Cavalcante, Luiz Torres Raposo Neto, Valmir Arruda Sousa Neto, Ronnisson Luis Carvalho Barbosa, Eduardo de Lima Melo, Roberta Oliveira da Costa

Resumo

O consumo dos ergogênicos por praticantes de musculação é comum nas academias. O uso desses recursos tem se tornado indiscriminado. Deste modo, a presente pesquisa tem como objetivo investigar o consumo dos principais suplementos alimentares, os produtos ergogênicos mais utilizados, esteroides anabólicos, as formas de indicação de consumo e seus efeitos. Consiste em uma pesquisa de metodologia transversal, descritiva e quantitativa, desenvolvida através de um estudo de campo, envolvendo praticantes de musculação nas academias, onde foi aplicado um questionário estruturado para a coleta de dados. A amostra desse estudo se configurara com 51 praticantes de musculação das academias de Fortaleza em ambos os sexos, com idade de 18 a 45 anos. Observou-se que 100% (x=51) dos entrevistados consomem recursos ergogênicos, sendo 68,6% (x=35) do sexo masculino e 31,4% (x=16) do sexo feminino, dos quais 37,25% (x=19) têm ensino superior completo e o suplemento mais utilizado foi Whey Protein com 66,67% (x=34), sendo a fonte de prescrição 37,25% (x=19) de colegas da musculação, os Esteroide Anabólico mais usado foi Durateston com 23,53% (x=12), dos 51 indivíduos, 21 utilizavam esteroides anabólicos (41,18%), sendo 18 homens (35,29%) e 3 mulheres (5,88%). Pode-se concluir que o uso de suplementos nutricionais está cada vez mais crescente entre os praticantes de musculação, onde a grande maioria dos usuários são homens. Assim, campanhas educativas devem se intensificar no âmbito da prática esportiva e, principalmente, nas academias de musculação sobre a utilização de ergogênicos.

Palavras-chave: Ergogênicos. Academias. Profissionais.

Abstract

The consumption of ergogenics by bodybuilders is common in academies. The use of these resources has become indiscriminate. Thus, the present research aims to investigate the consumption of the main food supplements, the most used ergogenic products, anabolic steroids, the ways of indicating consumption and its effects. It consists of a cross-sectional, descriptive and quantitative research, developed through a field study, involving bodybuilders in the academies, where a structured questionnaire was applied to collect data. The sample of this study was configured with 51 bodybuilders from the Fortaleza academies in both sexes, aged from 18 to 45 years. It was observed that 100% (x = 51) of the interviewees consume ergogenic resources, being 68.6% (x = 35) males and 31.4% (x = 16) females, of which 37.25% (X = 19) have completed higher education and the most commonly used supplement was Whey Protein with 66.67% (x = 34), with the prescribing source being 37.25% (x = 19) of bodybuilders, the most common Anabolic Steroids Was used with 23.53% (x = 12), of the 51 individuals, 21 used anabolic steroids (41.18%), 18 men (35.29%) and 3 women (5.88%). One can conclude that the use of nutritional supplements is increasingly growing among bodybuilders, where the vast majority of users are men. Thus, educational campaigns should intensify in the scope of sports practice and, especially, in bodybuilding academies on the use of ergogenics.

Keyword: Ergogenics. Academies. Professionals.

A PHP Error was encountered

Severity: Core Warning

Message: Module 'sqlite3' already loaded

Filename: Unknown

Line Number: 0

Backtrace: