Biblioteca de Artigos Científicos

Seja bem vindo ao acervo de artigos da Fontoura Editora

HOMEPAGE MISSÃO COMISSÃO EDITORIAL NORMAS DE PUBLICAÇÃO CONTATO

MOTIVAÇÃO PARA O EXERCÍCIO FÍSICO EM IDOSOS DE DIFERENTES CLASSES SOCIAIS

Para baixar o artigo clique aqui

Autor(es)

Renata Rizzo da Rocha Loures, Claudio Kravchychyn, Roseli Terezinha Selicani Teixeira

Resumo

Pesquisas referentes à população idosa têm confirmado o aumento da população com mais de 60 anos, devido a vários fatores. Um deles é a melhora na qualidade de vida aprimorada pela aderência e prática regular de exercícios físicos. O estudo teve como objetivoanalisar os motivos de adesão de idosos de diversas classes sociais à prática de exercícios físicos na cidade de Maringá/PR. A amostra foi composta por 55 idosos praticantes regulares de exercícios físicos. Como instrumentos foram utilizados o Questionário de Motivação para o Exercício Físico (QME-2) e a tabela de classificação da população brasileira em classes sociais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A coleta de dados foi realizada individualmente, em locais que ofereciam programas ou iniciativas públicas ou privadas para a prática de exercícios físicos. Os dados quantitativos foram analisados por meio de estatística descritiva e dos testes Kolmogorov-Smirnov, “U” de Mann-Whitney e Friedman. Os resultados demonstraram que para os idosos participantes os aspectos de saúde e condição física foram considerados os mais motivadores para aderir e permanecer se exercitando, sendo mais prevalente nas classes mais altas. Já motivos estéticos, de saúde e interpessoais parecem não diferir entre as classes sociais. Concluiu-se que os motivos que levam os idosos pesquisados a realizarem exercícios físicos estão relacionados aos aspectos psicológicos, de saúde e condição física, e que a classe social intervém nessas escolhas, visto ser esse fator determinante para o acesso aos locais destinados à prática de exercícios físicos.

Palavras-chave: Motivação. Exercício Físico. Idosos.

Abstract
Researches regarding the elderly population have confirmed the increase of the population over 60 years-old. That is due to several factors, one of them is the improvement of the quality of life improved by regular practice of physical exercise. The intention of this paper was to inquire whether there is any difference of motivation to the practice of physical exercise among elderly people who are in different social class in Maringa/PR. The sample was composed by 55 people over 60 years-old who practice physical exercise regularly. The instruments used were theQuestionnaire of Motivation to Physical Exercise (QME-2) and the chart of Brazilian population classification by social class ofBrazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). The data collect was done individually in places where they offer, either public or private, programs to the practice of physical exercise. The quantitative data were analyzed by descriptive statistics, and the tests Kolmogorov-Smirnov, U of Mann-Whitney and Friedman. The results showed that for the elderly participants the aspect of health and physical condition were considered the most motivating to join and remain in physical activities, and social class may interfere with this motivation, the reasons for psychological and physical condition are much more noticeable in higher classes than in less affluent. As for the aesthetic reasons, health and interpersonal do not seem to differ in both classes. It was concluded that the reasons that lead the elderly researched to perform physical exercises are related to the psychological, health and physical condition, and that social class intervenes in these choices, since it is this determining factor for the access to the places destined to practice physical exercises. Keywords: Motivation.Physical Exercise.Elderly.

A PHP Error was encountered

Severity: Core Warning

Message: Module 'sqlite3' already loaded

Filename: Unknown

Line Number: 0

Backtrace: